domingo, 20 de fevereiro de 2011

FRANCISCA FERNANDES,ARTESÃ MOSSOROENSE GANHA PRÊMIO INTERNACIONAL.




Mossoró-RN, domingo 13 de fevereiro de 2011
http://www2.uol.com.br/omossoroense/mudanca/pics/topos/universobarra.gif
TALENTO E CRIATIVIDADE LEVAM ARTESÃ MOSSOROENSE DA POBREZA AO SUCESSO PROFISSIONAL
Larissa Newton
A raiva e humilhação que Francisca Fernandes sentiu quando pediu um real ao marido e ouviu um não como resposta teve um efeito transformador na vida dela. O fato aconteceu há cerca de dez anos. Hoje, Francisca é uma das mais talentosas artesãs do Rio Grande do Norte, e figura entre as melhores do Brasil. Da última Feira Internacional de Artesanato, em Natal, ela trouxe o troféu de segunda colocada, superando artesãs de todo o Brasil. Também voltou para Mossoró lotada de novos pedidos e encomendas. Sobre a mesa na casa dela, as figurinhas perfeitas e ricas em detalhes de cangaceiros e marias bonitas formam pequenos exércitos. Esta leva é a primeira encomenda para lojas de souvenires em Mossoró e Natal.
É na cozinha da sua casinha simples, mas muito colorida e aconchegante, no bairro Santo Antônio, que funciona o ateliê de criação e confecção das figuras feitas de uma espécie de biscuit. Por mês, a produção varia de mil a duas mil peças, dependendo da complexidade do modelo e do tamanho encomendado. A receita da massa de modelar à base de goma de tapioca é um segredo muito bem guardado por Francisca. Ela conta que levou cinco anos  desenvolvendo a massa, que é de qualidade superior à do biscuit tradicional, e foi premiada como a melhor do RN. A criação desta massa plástica também tem como pano de fundo a pobreza da família. "Eu não tinha dinheiro para comprar amido de milho, glicerina, creme hidratante e tudo mais que é necessário para fazer o biscuit tradicional," revelou. "Tive uma vida muito dura, de muitas privações e sofrimento". Dos seis filhos que teve, apenas Andréia aprendeu a arte da mãe e ajuda na produção.
Francisca contava 48 anos quando deu início à extraordinária mudança na sua vida.  Além de criar a fórmula para massa de modelar, com o tempo revelou-se uma artista plástica incrivelmente talentosa. Uma das suas especialidades é reproduzir, a partir de fotografias, o rosto de qualquer pessoa, criando pequenas esculturas coloridas e realistas de corpo inteiro. E as encomendas não param. "É propaganda boca a boca," diverte-se. A descoberta deste dom aconteceu há cerca de três anos. Em menos de cinco minutos seus dedos ágeis manipulando ferramentas finas, idealizadas por ela mesma, dão forma a boca, dentes, nariz, bochechas, olhos e sobrancelhas. Tudo perfeito, igual a foto. Na estante da sala é possível reconhecer diversas personalidades nacionais, estrangeiras e locais. Perguntei se ela alguma vez fez escultura para dar de presente aos famosos? "Mas claro que não!" responde rapidamente, "ninguém nunca me deu nada de presente, por que eu faria isso?".  
Hoje, com quase 60 anos, não   aparenta a idade que tem. Rindo, gosta de mostrar uma fotografia de quando tinha menos de 50. A imagem mostra uma mulher amarga e sofrida, muito mais velha que a pessoa que vemos agora. Francisca se reinventou e remoçou. Ela revela que uma grande ajuda veio do Sebrae e também da Associação do Artesanato Mossoroense(AMO). "Hoje sou uma empreendedora individual. Foi através do Sebrae que passamos a trabalhar com mais qualidade os produtos que fazemos e aprendemos a entender o que o mercado quer. Para se sobressair é preciso ter mais que talento e criatividade, é preciso ter qualificação", afirmou.
A independência financeira, o reconhecimento e a valorização do trabalho que realiza fizeram de Francisca uma pessoa requisitada para palestras motivacionais. A maior plateia que a ouviu foi no Rio de Janeiro, quando falou para 300 pessoas sobre a história da sua vida. "Agradeço a Deus pelos obstáculos que surgiram na minha vida. A todas as pessoas que bateram a porta na minha cara, que me rejeitaram quando pedi ajuda, também agradeço. Foi por isso que cresci, me desenvolvi e cheguei onde estou. Se meu marido me tivesse dado aquele real naquele dia, com certeza até hoje eu estaria pedindo um real a ele todos os dias", comentou.
O sonho de Francisca é mudar de casa. "Aqui está ficando muito apertado. É  ruim as pessoas acharem este endereço. Quero mudar para uma casa mais central, mais acessível, onde seja mais fácil visitar o ateliê", explicou. Mas o talento de Francisca em breve vai ultrapassar fronteiras. Ela contou que o Sebrae pretende levá-la a Xangai, na China, ainda este ano. "Eles também querem que eu participe de um cruzeiro, onde poderei vender as peças para os turistas no navio e produzir na hora as esculturinhas personalizadas", contou. "Eles querem mostrar o meu trabalho para o mundo inteiro".

2 comentários:

  1. boa noite
    como faço para adiquirir as peças de dona francisca?Pois estou no paraná

    magnomecatronica@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. gostaria de saber a receita de biscuit de d. francisca? espero resposta muito obg.

    ResponderExcluir